Saltar para:
This page in english Ajuda Autenticar-se
ESTS
Você está em: Início > LTAM02
Autenticação




Esqueceu-se da senha?

Mapa das Instalações
Edifício ESTS Bloco A Edifício ESTS Bloco B Edifício ESTS Bloco C Edifício ESTS Bloco D Edifício ESTS Bloco E Edifício ESTS BlocoF

Biologia Marinha

Código: LTAM02     Sigla: BM

Áreas Científicas
Classificação Área Científica
OFICIAL Ciências Biomédicas e da Vida

Ocorrência: 2021/2022 - 1S

Ativa? Sim
Unidade Responsável: Departamento de Sistemas e Informática
Curso/CE Responsável: Licenciatura em Tecnologias do Ambiente e do Mar

Ciclos de Estudo/Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos UCN Créditos ECTS Horas de Contacto Horas Totais
LTAM 53 Plano de Estudos 2016/17 1 - 6 75 162

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Paula Maria Chainho de Oliveira Responsável

Docência - Horas

Ensino Teórico-Prático: 3,00
Ensino Prático e Laboratorial: 2,00
Tipo Docente Turmas Horas
Ensino Teórico-Prático Totais 1 3,00
Paula Maria Chainho de Oliveira 3,00
Ensino Prático e Laboratorial Totais 3 6,00
Paula Maria Chainho de Oliveira 2,00
Maria Ana Manso Dionísio 4,00

Língua de trabalho

Português

Objetivos

- Compreender os principais conceitos associados à ecologia dos ecossistemas marinhos e estuarinos;

- Adquirir conhecimentos sobre a estrutura e o funcionamento dos ecossistemas marinhos e estuarinos, incluindo os processos biológicos e as interações com o ambiente físico e químico;

- Conhecer sobre as origens evolutivas e biologia dos principais grupos de organismos marinhos e integrar este conhecimento na abordagem de questões funcionais de adaptação dos organismos;

- Identificar as características morfológicas dos principais grupos taxonómicos aquáticos, relações evolutivas e adaptações ao meio marinho;

- Conhecer os principais sistemas de classificação taxonómica

- Desenvolver a capacidade de realizar um trabalho científico

Resultados de aprendizagem e competências

- Saber utilizar conceitos de biologia e ecologia marinha.

- Saber relacionar as características morfológicas e fisiológicas dos organismos marinhos com as condições ambientais em que vivem.

- Saber utilizar a nomenclatura taxonómica.

- Desenvolver a capacidade de desenhar um trabalho científico, interpretar resultados de observação de campo e laboratorial e elaborar um relatório.

Modo de trabalho

Presencial

Pré-requisitos (conhecimentos prévios) e co-requisitos (conhecimentos simultâneos)

- Não tem

Programa

1. Caracterização do meio marinho e adaptações à vida no meio marinho

2. Breve nota histórica da Biologia Marinha

3. Diversidade biológica no meio marinho
Diversificação evolutiva e ecológica dos principais grupos de organismos marinhos; caracterização da diversidade biológica; características dos principais grupos de invertebrados e vertebrados marinhos. Evolução das algas verdes às plantas superiores. Evolução da diversidade animal.

4.Biologia marinha
Taxonomia dos grandes grupos; evolução da diversidade vegetal e animal; processos biológicos relevantes (fotossíntese, quimiossíntese, respiração, ingestão, crescimento, exsudação, reprodução, dispersão e mortalidade); produção primária e secundária; comportamento da luz na coluna de água, a distribuição em profundidade da radiação fotossinteticamente ativa; sistemática, taxonomia, classificação e filogenia de vertebrados e invertebrados marinhos; estrutura e funcionamento das redes tróficas marinhas.
Composição e caracterização do plâncton unicelular, plâncton multicelular e bentos. Processos biológicos relevantes (fotossíntese, quimiossíntese, respiração, ingestão, crescimento, exsudação, reprodução, dispersão e mortalidade). Produção primária e secundária. Comportamento da luz na coluna de água, a distribuição em profundidade da radiação fotossinteticamente ativa.
Sistemática, taxonomia, classificação e filogenia de vertebrados e invertebrados marinhos. Biologia das adaptações dos vertebrados aquáticos (peixes, mamíferos e aves aquáticas). Estrutura e funcionamento das redes tróficas marinhas. Padrões de distribuição dos organismos planctónicos e bentónicos e variabilidade temporal. Migrações verticais. Funções do plâncton no ambiente marinho e ciclos biogeoquímicos globais. Efeitos de alterações ambientais naturais e antropogénicas.

5.Fisiologia dos animais marinhos
Sistema nervoso central e órgãos sensoriais; sistemas endócrino, circulatório, respiratório, digestivo, urinário e reprodutor.

6. Principais ecossistemas e habitats marinhos

7. Efeitos antropogénicos nos ecossistemas marinhos

Componente Prática:
1. Identificação das principais características morfológicas dos diferentes grupos de organismos marinhos.
2. Saída de campo – observação da biodiversidade, amostragem de algas e invertebrados marinhos.
3. Técnicas de amostragem e desenho experimental.
4. Preparação de relatórios e apresentação de trabalhos.

Bibliografia Obrigatória

R. S. K. Barnes, R. N. Hughes; An Introduction to Marine Ecology, Wiley. R. N. Hughes. ISBN: 9781444313284
L. Saldanha; Fauna Submarina Atlântica, Publicações Europa-América. ISBN: 9789721038752

Bibliografia Complementar

Levinton, Jeffrey S.; Marine Biology: Function, Biodiversity, Ecology . ISBN: 978-0199857128
Peter Castro and Michael Huber; Marine Biology. ISBN: 1259880036

Métodos de ensino e atividades de aprendizagem

Método expositivo participado, sendo privilegiada a formação interativa mesmo na
introdução de conceitos teóricos e através de resolução de exercícios nas aulas práticas.
Procura-se levar os alunos a tirar conclusões, orientando-os nesse processo quer nas aulas
teóricas como nas praticas de laboratório. Nas aulas laboratoriais, os alunos efetuam
trabalhos experimentais, de acordo com protocolos fornecidos, elaborando posteriormente o
respetivo relatório.

Tipo de avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação

Designação Peso (%)
Participação presencial 5,00
Apresentação/discussão de um trabalho científico 10,00
Teste 60,00
Trabalho escrito 15,00
Trabalho laboratorial 10,00
Total: 100,00

Componentes de Ocupação

Designação Tempo (Horas)
Apresentação/discussão de um trabalho científico 10,00
Estudo autónomo 20,00
Frequência das aulas 30,00
Trabalho de campo 5,00
Trabalho escrito 20,00
Trabalho laboratorial 15,00
Total: 100,00

Obtenção de frequência

A da avaliação pondera os resultados dos testes ou exame (60%) e a componente de desenvolvimento de trabalho laboratório (apresentação e discussão de trabalhos + participação presencial + trabalho escrito + trabalho laboratorial) (40%). A avaliação de ambas as componentes tem que ser positiva (nota mínima de 9,5 valores).

Fórmula de cálculo da classificação final

CF = 60% (teórico-prática) + 40% (laboratório)
Recomendar Página Voltar ao Topo
Copyright 1996-2023 © Instituto Politécnico de Setúbal - Escola Superior de Tecnologia de Setúbal  I Termos e Condições  I Acessibilidade  I Índice A-Z
Página gerada em: 2023-02-08 às 15:06:18